Fique ligado!

Baixa umidade também afeta os animais

img_797x448$2018_07_30_12_16_46_26259

Em algumas regiões do país, como sudeste e centro-oeste, o inverno é marcado pelo clima seco. São Paulo e Brasília são cidades em que a secura chega a níveis de atenção, causando grande desconforto e agravando doenças. Assim como os humanos, os pets sofrem com essa situação. As clínicas veterinárias da rede Petz registram aumento de cerca de 60% nos problemas respiratórios e oculares, nos atendimentos ambulatoriais para inalação, oxigenioterapia e até nos casos de emergência. É preciso ficar de olho em sintomas como coceiras nos olhos, boca seca, cansaço, dificuldade para respirar e desidratação. “Os bichinhos com focinho curto ou achatado, como o shi-tzu, o pug e os buldogues, que já têm dificuldade para respirar, acabam tendo o problema agravado, assim como os filhotes em geral”, afirma a veterinária Karina Mussolino, da Petz.

Problemas

É comum que os pets fiquem mais ofegantes e podem sofrer crises respiratórias provocadas pelo ar seco. Há risco maior de contrair traqueobronquite canina ou a rinotraqueite felina e se essas doenças não forem tratadas, podem levar à pneumonia.

Com a baixa umidade há aumento de secreção nasal e até gripe – mais frequentes em pets de focinho curto ou achatados (braquicefálicos) e nos filhotes.

A secura também afeta os olhos, que ficam mais vermelhos, lacrimejam e coçam. O maior problema é que esses incômodos podem fazer o animal esfregar as patinhas, provocando lesões ou até levar bactérias para os olhos, causando conjuntivite.

Sintomas

Alguns cuidados podem evitar que o desconforto evolua para algo pior:

– Fique atento ao comportamento do animal. Se está comendo bem, se continua ativo e brincando;

– Leve água para os passeios. Em casa, troque a água da vasilha várias vezes ao dia;

– Deixe toalhas molhadas ou bacias com água próximas aos locais onde passa a maior parte do tempo. Umidificadores de ar também são recomendados;

– Diminua a quantidade de exercícios, principalmente entre 10h e 16h;

– Faça hidratação com produtos específicos para pets;

– A inalação pode e deve ser feita somente com soro fisiológico para animais com problemas respiratórios durante fases de tempo seco, pois umidifica as vias aéreas e facilita a respiração;

– A limpeza dos olhos deve ser feita com solução fisiológica, passando o algodão delicadamente;

– Mantenha a vacinação contra a gripe em dia, assim como todas as outras, além do reforço anual;

– Fique atento a qualquer sinal de tosse, secreção nasal ou ocular e dificuldade respiratória;

– Leve o pet para um check-up, que ajuda na prevenção e também no diagnóstico precoce de qualquer problema.

– Os cãezinhos merecem todo o cuidado.

Fonte: Jornal Destak

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: